Sexta-feira, 20 de Julho de 2018



UM NOVO MODELO DE POLÍCIA PARA O BRASIL






A POLÍCIA FEDERAL
SOMOS NÓS!

09/11/2017

ADVOGADO DEFENDE FIM DE INQUÉRITO POLICIAL E DO CARGO DE DELEGADO

Roberto Darós lança hoje livro em que propõe mudanças na estrutura das polícias

 

Agente da Polícia Federal com mais de 30 anos de carreira, o advogado Roberto Darós propõe mexer em toda a estrutura da segurança pública para diminuir os números da violência. A principal sugestão? Acabar com o inquérito policial e, por consequência, com o cargo de delegado.

 

“O modelo de investigação criminal está falido. Hoje ela se centra no inquérito policial, que foi criado pela Princesa Isabel em 1871. A forma de apuração artesanal é a mesma até hoje.”

 

Ele defende que sejam formados grupos de investigadores, preferencialmente de diferentes áreas, não somente de profissionais vindos do setor jurídico. “De todos os inquéritos para crimes violentos, só 8% chegam ao Ministério Público e só 6% viram denúncia”, diz Darós.

 

“A sugestão é criar um novo procedimento de investigação criminal preliminar. Ela se fundamentaria na ciência policial, com um prazo improrrogável de investigação”, afirma.

 

“A investigação criminal só caminha bem se for múltipla. Aqui no Brasil, existe um monopólio de bacharéis em Direito (na polícia judiciária, de competência das Polícias Federal e Civil)”, completa Darós.

 

As ideias estão no livro “Segurança Pública: O Novo Pacto Reformista da Sociedade Brasileira na Estruturação da Defesa Social”, que ele lançará hoje, durante o 1º Congresso sobre Segurança Pública, na Ufes, em que ele será o palestrante principal.

 

MONOPÓLIO

 

Darós critica a forma como o inquérito policial é hoje conduzido. “O Código do Processo Penal não diz que o delegado tem que tipificar o delito. Ele diz que tem que apurar e fazer um minucioso relatório. Só que isso não é uma prática e ele já condena o cidadão que acabou de prender.”

 

“Administrador usa de improvisos” 

 

O policial federal Roberto Darós critica como as administrações públicas estruturam a segurança pública e diz que isso confunde a população, que não saberia o que é polícia.

 

O que o senhor quer dizer com a reestruturação das polícias?

As pessoas não sabem o que é polícia. A Constituição de 88 estebelece cinco categorias: Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Ferroviária Federal, Polícia Civil e Militar.

 

Como ocorre a confusão?

 

O administrador usa de improvisos e confunde a população. Por exemplo, o armamento da guarda municipal. A guarda foi criada para cuidar de bens. Permanece então conflitando com a função da Polícia Militar.

 

PERFIL

 

Roberto Darós

 

Autor

 

É advogado criminalista, mestre em direito processual e pena, professor, pesquisador e foi agente da Polícia Federal por 30 anos

 

Livro

 

No livro “Segurança Pública: O Novo Pacto Reformista da Sociedade Brasileira na Estruturação da Defesa Social apresenta propostas de mudanças na segurança pública adotada no Brasil

 

O Congresso

 

Lançamento

 

O livro vai ser lançado no 1º Congresso sobre Segurança Pública, no Auditório Manoel Vereza, IC2, da Universidade Federal do Espírito Santo, das 18h às 21h


Fonte: Gazeta Online


    NOTÍCIAS

    MCCE defende escolha de Conselheiro de Contas conforme a Constituição Estadual

    O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral no Espírito Santo (MCCE) integrado pelo Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo (Sinpef-ES) e outras entidades signatárias, se posicionaram em nota, contra indicações para o cargo de Conselheiro de Contas do Estado. No entanto, o Movimento é favorável à escolha baseada nos critérios determinados na Constituição Estadual, no § 1°, do ar...

    Novos convênios assinados em assembleia

    Na última sexta-feira, 06 de julho, o Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo (Sinpef-ES) realizou uma Assembleia Geral Extraordinária na sede do Sindicato, em Vitória. O evento foi realizado para apresentar um resumo de novas ações judiciais, que o Sindicato dará entrada nos próximos meses e beneficiará os sindicalizados.   Na ocasião, também foram apresentados dois novos convênios. O primeiro, ...

    Susp é criado com vetos que desvalorizam operadores de segurança

    Foi sancionada pelo presidente Michel Temer, no dia 11 de junho, a lei que cria o Sistema Único de Segurança Pública (Susp) e a Política Nacional de Segurança Pública e Defesa Social. O Susp será coordenado pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública e tem como principal objetivo a integração dos órgãos de segurança e inteligência, a padronização de informa&...

    Sindicato passa a integrar o Focates

      O Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo (Sinpef-ES) assinou, na última sexta-feira, 15, sua entrada no Fórum de Carreiras Típicas do Estado do Espírito Santo (Focates). A associação reúne entidades sindicais e associativas das Administrações Públicas Federais, Estaduais e Municipais, representativas de carreiras que desenvolvem atividades essenciais e exclusivas do Estado Brasileiro nos Poderes Exec...

    Sindicato reúne policiais federais aposentados

      Na última quinta-feira, 14 de junho, o Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo (Sinpef-ES) realizou o Encontro dos Aposentados e Pensionistas. Com a presença de cerca de 40 filiados, o café organizado especialmente para o grupo foi um momento de atualização sobre as demandas da categoria e também de reencontro com os colegas.   Na pauta do bate-papo, foram repassadas informações sobre as negociaç&otil...

    Legislação defasada reflete na desvalorização da carreira de Policial Federal

    O trabalho da Polícia Federal vem há muitos anos conquistando respeito e credibilidade da sociedade e ganhou ainda mais evidência após o início da Operação Lava Jato, em 2014, cujo grande diferencial foi a formação de uma Força Tarefa constituída por diversos integrantes de variados cargos.   Porém, nem todos os profissionais desse órgão têm o correspondente reconhecimento na lei, tampou...

    Projeto “Colega Federal”

    Sinpef-ES e Instituto Autoglass fazem entrega de uniformes para crianças do Projeto “Colega Federal”.   O último sábado, 17 de março, foi de festa entre as mais de 60 crianças e adolescentes que participam do Projeto “Colega Federal”. Representantes do Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo (Sinpef-ES) e do Instituto Autoglass realizaram a entrega dos uniformes para os integrantes do projeto, que oferece ativida...

    Seminário “O que queremos? #querotransparência”

    O Sindicado dos Policiais Federais do Espírito Santo realiza nesta quinta-feira, dia 8 de março, o Seminário “O que queremos? #querotransparência”.   O evento acontece às 19 horas, no Centro de Convenções Vila Velha, tendo como palestrantes o idealizador da Lei da Ficha Limpa, o advogado Marlon Reis, e o secretário-Geral da ONG Transparência Capixaba, o policial rodoviário federal Edmar Camata.   De aco...

    Foseg recebe doações de cestas básicas

    As cestas foram recebidas durante campanha de doação e agora serão entregues aos policiais em situação de atraso salarial.   Na manhã desta sexta-feira, 12 de janeiro, os representantes do Fórum de Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Norte (FOSEG/RN), Cabo Francisco Canindé, da Associação dos Bombeiros Militares (ABM-RN); Serjão Pinheiro, da Federação dos Policiais Federais (F...

    Congresso debate novo modelo de investigação criminal

    Congresso sobre Segurança Pública em Vitória reúne mais de 100 participantes para debater soluções para sistema brasileiro.    Na última quinta-feira, 09 de novembro, autoridades e profissionais da área de segurança pública, acadêmicos e a sociedade civil como um todo se reuniram para debater as falhas e a falência do sistema de segurança pública brasileiro. O “1º Congresso sobr...

    Clique aqui para exibir mais notícias